Postura corporal: saiba como melhorar sua qualidade de vida

Dores lombares e cervicais recorrentes e que progridem ao longo do dia são sinais de má postura. Veja alguns cuidados simples que você pode fazer no dia a dia para manter a postura corporal saudável

A rotina acelerada, o stress e o sedentarismo põem em risco a saúde de milhares de brasileiros. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 80% da população global sofre com dores na coluna, devido à postura corporal inadequada. Para se ter uma ideia, esta é a principal causa de afastamento do trabalho por mais de 15 dias entre os brasileiros só em 2016. Os dados são do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

De acordo com Emiliano Vialle, cirurgião de coluna e médico da Clínica da Coluna Vertebral de Curitiba (PR), as consequências físicas e comportamentais da postura corporal inadequada para o indivíduo a curto, médio e longo prazo não se limitam apenas a problemas de coluna, como desvios posturais e hérnias de disco. “As consequências atingem diversos órgãos, gerando restrições respiratórias pela expansão reduzida do tórax e problemas digestivos pela fraqueza dos músculos abdominais e pélvicos”, revela.

Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia, da Sociedade Brasileira de Coluna e professor da especialização em cirurgia de coluna do Hospital Universitário Cajuru, em Curitiba, Vialle enfatiza que “os músculos atrofiados e encurtados geram um ciclo vicioso de piora progressiva da postura, seguido de mais atrofia e encurtamento, chegando a um ponto em que a postura ereta e adequada gera dor no indivíduo”.

Hábitos nocivos à postura corporal

homem-sentado-no-sofa-mexendo-no-celular-com-pescoço-inlinado

Para melhorar este quadro, alguns hábitos precisam ser deixados para trás. No entanto, esta não é uma atividade fácil, sobretudo hoje em dia em que o tempo em frente a telas de televisão, computador ou celular é cada vez maior. “O ideal seria, pelo menos, evitar posturas arcadas quando em frente a uma tela de computador, e elevar o celular ao invés de dobrar o pescoço ao utilizá-lo”, aconselha.

Vialle expõe que não é adepto a sugestões de exercícios, pois cada caso é único e precisa da orientação de um profissional de sua confiança para começar um processo de mudança ou melhorias da postura corporal. “Procuro evitar indicar uma modalidade específica. Além do que, as pessoas estão em situações e têm gostos diferentes. No entanto, gostar, nem que seja um pouco do exercício, já ajuda a atingir a regularidade desejada e seus benefícios. Mas, lembre-se: o melhor exercício é aquele feito com regularidade e orientação médica”, incentiva.

Confira a seguir 4 cuidados para manter a postura corporal saudável ou, ao menos, não agravar o estado atual:

  1. Ao sentar: sempre apoie a região lombar e mantenha os ombros alinhados. Um apoio para os cotovelos facilita a manutenção da postura.
  2. Ao caminhar: caminhadas auxiliam na ativação dos músculos estabilizadores da coluna. A frase “peito para fora, barriga para dentro” resume um pouco da postura correta ao caminhar.
  3. Ao carregar peso: a pior parte de carregar um peso é erguê-lo do chão. Quanto maior for o volume, maior o risco de uma lesão. Se for difícil erguer um peso sem arcar a coluna, utilizando apenas os joelhos como alavanca, este peso não deveria ser carregado por uma só pessoa, alerta o médico.
  4. Ao dormir: as dicas para dormir não funcionam para todos, pois as posições de conforto variam muito. Uma dica para quem dorme de lado é ter um travesseiro alto que permita à cabeça estar alinhada ao tronco. Já quem dorme de barriga para cima deve procurar fazer uma pequena elevação dos joelhos para relaxar a musculatura posterior e evitar sobrecarga da região lombar. Dormir de barriga para baixo está associado a dores nos ombros e região cervical.

Como amenizar os problemas de postura corporal inadequada

homem-sentado-na-cadeira-do-trabalho-com-as-maos-nas-costas-com-dores-na-coluna-

Dores lombares e cervicais recorrentes e que progridem no decorrer do dia são sinais de má postura. Então, além de mudar os hábitos e ficar atento aos cuidados acima, deve-se levar em consideração que a postura adequada é consequência de um bom condicionamento físico e de boa ergonomia nas atividades diárias.

“A lista de problemas que podem ser prevenidos é enorme. Porém, a postura sofre adaptações com o passar dos anos, seja pelo desgaste natural dos discos intervertebrais, pela redução da mobilidade das articulações ou por perda gradual do equilíbrio do corpo. O que se busca é uma postura compensatória às limitações que a idade traz. Quanto mais próxima de uma postura equilibrada, melhor, pois o consumo de energia para as atividades diárias é menor”, garante Vialle.

O cirurgião também lembra que cada pessoa tem uma característica postural que pode ser ajustada até um limite que deve ser respeitado. Ele explica que a inclinação da pelve, por exemplo, é determinada por fatores genéticos e não pode ser modificada no adulto. E reforça que a coluna lombar deve se adaptar à essa inclinação.

Já a coluna torácica tem pequena capacidade de adaptação, e uma cifose aumentada (dorso curvo) é compensada pela coluna cervical. “Logo, pode-se entender como  postura equilibrada aquela em que as cargas a que nosso corpo é submetido são transmitidas à pelve e depois, aos membros inferiores, de modo linear e vertical, reduzindo o esforço muscular para manter o corpo ereto”, esclarece.

Por fim, Vialle ressalta que dores nas costas são comuns, e que, na maioria das vezes se resolvem sozinhas. Segundo ele, aplicações de estímulos locais como calor, gelo e massageadores auxiliam no controle dos sintomas, assim como evitar esforços maiores na semana seguinte à crise de dor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *