computador caderno caneta e celular plano de ação para 2019

Prepare-se para 2019: saiba como fazer o seu Plano de Ação

Neste período do ano, as pessoas tendem a pensar nas mudanças que querem fazer, em colocá-las no papel e definir uma estratégia para atingir os objetivos desejados. Saiba como planejar, não desistir e alcançar os resultados esperados

Com a chegada de um novo ano, as pessoas tendem a se preocupar mais com seus objetivos e a pensar no que fazer para colocá-los em prática. No entanto, não basta fazer a lista de objetivos. É preciso criar um plano de ação para que as metas saiam do nível imaginário e se concretizem. 

Para Gabriela Cosendey, psicóloga e psicanalista membro da Escola Letra Freudiana do Rio de Janeiro, e especialista em Estratégia e Gestão Empresarial, o final do ano e o início de um próximo representam um marco temporal importante. É uma época que remete aos planos, sonhos, desejos e frustrações, conquistas e perdas e, por isso, acaba servindo de parâmetro para a organização material e psíquica das pessoas. “Costumamos ficar mais sensibilizados com tantos pensamentos e emoções diferentes ao mesmo tempo. Por isso, esse momento é uma excelente oportunidade para pensar nas mudanças que precisamos fazer, colocá-las no papel e definir uma estratégia para atingir os objetivos desejados”, justifica.

Apesar de terem sonhos e objetivos, algumas pessoas têm dificuldades não apenas para definir suas prioridades, mas, sobretudo, para dar continuidade a elas até que sejam concluídas. “O ponto chave, que considero o mais importante de tudo e, talvez o mais difícil, é começar, mesmo que seja com muito esforço e até inicialmente sem vontade ou motivação”, defende a psicóloga.

Pequenas ações no dia a dia

Para iniciar um projeto de vida é necessário muito mais do que motivação. É importante mapear as dificuldades que possam surgir ao longo do caminho. O planejamento é o ponto de partida para viabilizar a concretização de um objetivo. Portanto, o primeiro passo deve ser a definição do que é prioridade para você. E, em seguida, estabelecer o que é preciso fazer para alcançar esta prioridade.

No dia a dia, algumas pequenas ações podem ajudar a elencar as suas prioridades, até que esta atividade se torne um hábito, conforme sugere Gabriela Cosendey:

  • Defina metas realizáveis para não se frustrar.
  • Estabeleça prazos conscientemente, pois, dificilmente se consegue, em um ano, o que levou a vida inteira para fazer.
  • Evite adiar o que está agendado, pois pode ser um sinal inconsciente de sabotagem.
  • Deixe espaço na agenda para imprevistos, pois eles acontecem. E, também, para o descanso e o lazer, pois ninguém é de ferro.
  • Cuide sempre da saúde, tanto física quanto emocional. É muito difícil desejar, planejar e executar quando se está doente, pois a energia vital fica comprometida.

Para não desanimar ou até mesmo parar no meio do caminho (ou do ano), é fundamental ter indicadores para acompanhar os passos que está dando (ou não) em direção aos resultados esperados. É preciso, também, reavaliá-los periodicamente e buscar vencer as tendências de repetir as atitudes que nos sabotam e que vão na contramão ao que queremos. “É importante persistir, mesmo que esteja sem vontade naquele momento. E também saber dizer não quando necessário – inclusive para si mesmo. Lembre-se de que cada ação durante o percurso irá interferir no resultado final”, recomenda a psicóloga.

Cosendey considera, ainda, que o hábito de colocar as ideias e os planos no papel permite a visualização do trajeto, desde o ponto em que se encontra até onde se deseja chegar, o que, segundo ela, é crucial para mudar a nossa cultura do imediatismo. “Para muitos, fazer o planejamento soa como perda de tempo. Mas, ao contrário, este é um momento precioso, em que se investe no pensamento e na elaboração da concretização dos objetivos e que ajuda a minimizar os riscos e perdas”. 

O planejamento permite o acompanhamento dos resultados com clareza e a visualização da necessidade de implementar mudanças na estratégia. “No entanto, infelizmente, ainda não somos educados para pensar e elaborar. Saímos fazendo as coisas na correria e, quando nos damos conta, tropeçamos nos mesmos erros e paramos no meio do caminho”, alerta Cosendey.

Como desenvolver um plano de ação para realizar os objetivos em 2019 

Para elaborar um plano de ação, primeiro é importante saber diferenciar objetivos, metas e estratégia, ressalta a psicóloga e especialista em estratégia e gestão empresarial. “Objetivo é o que se deseja alcançar, enquanto as metas são os objetivos fracionados em ações. Já a estratégia é a forma escolhida para chegar até o seu objetivo”, explica.

Agora que você já sabe a diferença entre estes termos, é hora de partir para ação para alcançar os objetivos traçados para 2019. Veja o passo a passo sugerido pela especialista para fazer o seu Plano de Ação.

  1. Dê um título para o seu Plano de Ação. Por exemplo: Minha estratégia para uma vida melhor em 2019.
  2. Enumere 5 aspectos importantes da vida para você, como: saúde, vida pessoal, familiar, social e profissional.
  3. Para cada um deles, defina os objetivos a alcançar. Opte por 3 a 5 objetivos para não dificultar o processo.
  4. Agora, trabalhe cada aspecto separadamente estabelecendo as metas, com prazos.

    Por exemplo, na área de saúde:

  • Fazer check up anual até julho de 2019.
  • Emagrecer 10 quilos até outubro de 2019.
  • Parar de fumar até dezembro de 2019.
  1. Faça o mesmo processo com os outros quatro aspectos importantes da sua vida.
  2. Feito isso, você deve desmembrar cada meta em ações e pensar o que deve ser feito dentro de cada item para que seja alcançado dentro do prazo estipulado por você.

Por exemplo: “o que devo fazer para conseguir emagrecer 10 quilos até outubro? A partir de janeiro terei 10 meses, então terei que perder um quilo por mês. Precisarei da ajuda de um nutricionista, assim terei um acompanhamento e planejamento alimentar individualizado que me faça obter o resultado desejado sem colocar a saúde em risco”, sugere a psicóloga. Este deve ser o raciocínio para dividir as ações referentes a cada objetivo.

  1. Tenha uma agenda (de papel ou digital). Qualquer planejamento requer uma agenda, do contrário, não conseguimos executar as ações que levam ao cumprimento das metas e o planejamento não se traduz em prática. Agendar o compromisso é um dos pontos cruciais de um planejamento. As maiores falhas ocorrem por falta de agendamento e desmarcação de compromissos, pois inviabilizam o cumprimento dos prazos.
  2. Com a agenda em mãos, reserve um momento do dia para marcar uma consulta com a nutricionista. Com o plano alimentar em mãos, vá direto para o mercado comprar os itens do cardápio e agende o horário do dia em que cuidará do preparo da dieta. Na mesma semana, matricule-se na academia e agende os horários em que fará sua atividade física. Agende o que mais for necessário para este objetivo relacionado ao emagrecimento.
  3. Agora, trabalhe os outros itens do aspecto saúde, seguindo o mesmo raciocínio.
  4. E, por fim, faça a mesma coisa com os outros aspectos: vida pessoal, familiar, social e profissional.

“Se ao final você achar que é muita coisa a fazer, não se preocupe: você estará certo. Imagine se não tivesse planejado e agendado? Ao seguir o seu Plano de Ação, você terá em mãos a sua estratégia para ter uma vida melhor em 2019”, garante a especialista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *